POP Mais nas redes sociais:

Fernanda Gentil afirma que respeita racistas e homofóbicos

Foto: Reprodução/ Internet

CELEBRIDADES

Fernanda Gentil afirma que respeita racistas e homofóbicos

Fernanda Gentil se tornou o assunto mais comentado na internet neste domingo(27/10), após a entrevista que concedeu à Mônica Bergamo, na Folha de São Paulo, divulgada hoje.

No Twitter, internautas a colocaram nos Trending Topics dizendo que iriam “cancelar” a apresentadora que fez declarações controvérsias sobre temas como LGBT, política, e disse que “respeita” quem é homofóbico e/ou racista.

Casada com a jornalista Priscila Montedon, Fernanda também deu o que falar ao quando o assunto foram as eleições de 2018. No ano passado, ela curtiu um post do apresentador Luciano Huck com a mensagem “Não voto no PT, nunca votei”, e ao ser questionada, se esquivou de uma resposta concreta a respeito de ter votado em Jair Bolsonaro:

“Se isso é o discurso de alguém, não sei se eu votei nele ou não. Mas é o meu discurso. Antes de conhecer Bolsonaro ou de ele falar qualquer coisa, eu estou pelo partido Brasil. Tá pra nascer alguém que vai me impedir de botar uma camisa porque isso quer dizer A ou B.”.

“Respeito quem acha um crime ter o beijo gay. Agora, não vai bater em quem beija, entendeu? [Respeito] quem infelizmente é racista. Agora, vai discriminar, bater, matar porque é de outra cor? Aí não.”

 “Acho, de novo, que tem que ter a naturalidade das coisas. Eu também não vou botar meu filho [vestido] de rosa só pra mostrar que eu sou ‘modernosa’ e que eu estou nessa bandeira. Não vou botar um filme gay pra ele ver e dizer: ‘Olha aqui, ó’. Ele vai vestir porque gosta. Vai amar alguém porque ama, porque tem uma essência parecida. Depois, por fora, ele vai ver qual é a dele, se é a mulher ou se é o homem”.

“Eu torço para ter um filho gay? Não. Infelizmente não torço. Não torço porque o Brasil não é um ambiente 100% seguro [para os homossexuais].” 

“Vou amar [os filhos] de qualquer jeito, até se ele disser que gosta de cachorro. A minha luta é para que eu viva num país que me dê segurança de saber que eles estão seguros com qualquer escolha deles. Qualquer coisa, tá? Não só com gay.”.

No Twitter, as reações foram negativas:

 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ CELEBRIDADES

Publicidade

TRENDING

DÁ 1 LIKE

Publicidade
To Top
41.com.tr | www.amasyaescort.org