Conecte-se a nós

ENTREVISTA | Batemos um papo com o Coisa de Nerd, pioneiros na criação de conteúdo para o YouTube

Foto: Pedro Amora

ENTREVISTAS

ENTREVISTA | Batemos um papo com o Coisa de Nerd, pioneiros na criação de conteúdo para o YouTube

Nós batemos um papo com Leon Martins e Nilce Moretto,  pioneiros na criação de conteúdo para o Youtube, no comando de dois canais fortes na plataforma: Coisa de Nerd, canal com alto valor de produção que aborda assuntos relacionados a tecnologia e ciência e Cadê a Chave, canal com forte apelo de entretenimento, onde o casal compartilha suas experiências de vida e viagem pelo mundo todo.

A dupla foi apontada duas vezes pela pesquisa Google/Provoquers como entre as 5 personalidades mais influentes da TV e da Internet em 2015.

Com forte produção voltada a cultura pop, já participaram de inúmeros lançamentos de jogos, estiveram no lançamento de filmes da franquia Star Wars para a América Latina, assistiam com o elenco de Guerra Civil o lançamento do filme em Los Angeles, e em 2018 foram convidados para participar das filmagens do filme Shazam, do universo da DC (Marvel).

Os números são impressionantes! São 9,8 milhões de inscritos no canal Coisas de Nerd, com uma média de 1 milhão de visualização por vídeo. Juntos, Nice e Leon somam mais de 3 milhões de seguidores no Instagram. São um fenômeno!

O Coisa de Nerd foi um dos primeiros canais a atingir 1 bilhão de views no YouTube. Como vocês se sentiram com o feito?

Na época ficamos muito satisfeitos porque fomos um dos primeiros canais da área que atingiu esse marco. Hoje estamos com 2.7, quase chegando nos três bilhões de views, mas para nós é sempre uma grande surpresa, pois quando começamos, não fazíamos ideia de que esse tipo de coisa poderia acontecer. No início ainda nem existia carreira de youtuber, por volta de 2007, quando começamos a gravar os vídeos, ainda mais porque na época pouquíssimas pessoas assistiam esse tipo de conteúdo, pois essa plataforma era novidade, o Youtube estava “engatinhando”. Então transformar esse hobby em uma profissão é algo surpreendente para nós. É um marco a nível de televisão e chega a ser impressionante pensar que conseguimos isso tudo em dupla, conseguimos um grande alcance que algumas emissoras não têm, mesmo possuindo uma equipe gigantesca.

Leon Martins e Nilce Moretto (Foto:  Pedro Amora)

Qual o processo de escolha das pautas para os vídeos?

Nos dois canais, Coisa de Nerd e Cadê a Chave?, o nosso interesse é o principal guia para definirmos as pautas, mas a grande questão é como transformar o nosso gosto em vídeo, esse é o grande dilema, pois as pessoas têm gostos diversos e o grande questão do Youtube é como transformar isso em um vídeo em que as pessoas vão querer assistir. Esse é o grande know how que adquirimos com tempo.

Mas nosso principal critério é escolher temas sobre coisas que gostamos, procuramos assuntos interessantes que gostaríamos de falar, então transformamos isso em vídeo. Isso tudo acaba refletindo nos nossos conteúdos que passam paixão e verdade em tudo aquilo que fazemos, pois são assuntos que gostamos de abordar. Se formos analisar os nossos materiais veremos que se tratam do gosto individual de alguém, não tem outra explicação. 

O mundo virtual, especialmente durante a era digital, é muito dinâmico. Essa rapidez atrapalha na criação, desenvolvimento e divulgação de conteúdo?

Na verdade, o efeito dessa velocidade para nós é totalmente o oposto, pois é por meio dela que conseguimos acessar a múltiplos assuntos, conteúdos e isso tudo se traduz na nossa diversidade. Para nós, o avanço da tecnologia e novidades que aparecem são os temas dos nossos vídeos, pois tratamos desses assuntos no nosso canal, então essa mudança toda que pode ser um problema para outras pessoas se adequarem, acompanharem, para nós é o oposto, pois usamos como inspiração para gravar nossos materiais e usamos como objeto do qual a gente fala. Portanto, quanto mais mudanças tiver, mais inspiração temos para poder falar. 

Leon e Nilce voltaram ao país para participar do Brasil Game Show 2019 (Foto: Lorrany Anielli)

Como tem sido morar no Canadá e desenvolver conteúdo em português? Vocês têm grande público canadense que também consome o conteúdo produzido pelo canal?

Nós temos uma grande audiência no Canadá, mas é toda integrada por falantes de português que moram lá. Nosso público são as pessoas nativas da nossa língua, mas que estão espalhados pelo mundo inteiro, por isso todos os brasileiros que moram fora do país, entre todos eles temos inscritos. Para se ter uma ideia, o Japão é um dos nossos maiores telespectadores, depois do Brasil e Portugal, pois existem vários brasileiros que acompanham a gente.

No caso do Canadá existe uma particularidade, pois a “colônia brasileira” aumentou muito depois que nós fomos para lá, pois muitas pessoas pesquisaram o nosso conteúdo e encontraram os nossos vídeos. Isso fez com que se criasse uma relação próxima entre os brasileiros que vão para lá e os que nos conhecem, tanto que se formos pesquisar sobre a relação de moradores entre Brasil e Canadá, os nossos vídeos são os primeiros que aparecem na busca na internet, então boa parte desses novos moradores do país tiverem algum contato com o nosso conteúdo em algum momento da vida. 

Às vezes a gente cruza com pessoas pelas ruas e eles nos contam que estavam vindo para cá quando conheceram nosso canal, começaram a acompanhar os vídeos e isso reflete na nossa relação pessoal com do nosso país que também mora aqui. Tem alguns que até falam que vieram morar aqui por nossa causa, principalmente no caso das pessoas que fazem intercâmbio que gostariam de morar em países que falam a língua inglesa, mas não consideravam o Canadá como destino, porém depois de ver como as coisas funcionam em Vancouver, até mesmo o fato do clima por lá ser mais ameno, isso faz com que se crie um interesse maior para conhecer. Outro ponto importante é a cotação da moeda canadense que não é tão alta como a dos Estados Unidos, logo o público passou a olhar o Canadá com maior interesse, então tem muita gente que está lá por conta da popularização que fizemos sobre o país entre os jovens brasileiros. 

Criadores de conteúdo em fase inicial sempre têm uma série de dúvidas e inseguranças sobre o que fazer primeiro, como adquirir confiança e credibilidade. Teriam alguma dica mais pontual para essa galera?

Não tem como dominar a linguagem da internet, pois está em constante mudança e nós até hoje damos cabeçada, mesmo já possuindo muita experiência, também fazemos coisas erradas, por isso precisamos avaliar as coisas que pensamos em outro momento que poderia dar certo e quando foram executadas não deram. Então a dica para quem está começando é experimentar, tentar de tudo e ter persistência, pode parecer clichê, mas na internet não tem um tipo de linguagem estabelecida como no caso da Tv e nos jornais, onde você pode simplesmente transmitir a mensagem, explicar para alguém e o telespectador vai entender e reproduzir. Na internet as coisas estão sendo inventadas agora, então a persistência faz parte do elemento da experimentação que é uma coisa muito importante, o criador de conteúdo tem que tentar, mesmo fazendo errado, uma hora pode dar certo e claro, sempre ir melhorando. 

Além de incrementar os conteúdos que estão produzindo, é importante também se lembrar que não dá para mentir, pois é a sua imagem que está ali, é necessário ser original e muito próximo de quem você é de verdade para conseguir se manter nesse ambiente. As pessoas têm uma proximidade muito grande com quem produz conteúdo digital, pois elas se identificam com o que esses produtores gostam, fazem e são. É muito importante ser autêntico nesse processo de criação. 

 

Continue lendo
PUBLICIDADE
Você também pode gostar
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais sobre ENTREVISTAS

PUBLICIDADE